Uma estranha no ninho.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010
É assim que as vezes me sinto quando estou em Campinas. É tão estranho estar lá todo final de semana, mas não ser mais a “minha” cidade. Morei lá por 19 anos, mas só aprendi a dirigir depois que me mudei. Agora, quando preciso me locomover lá me sinto uma turista, tendo que seguir placas, pedir para os outros fazerem mapinhas. Nome de rua, então? Esquece.

Esse sentimento é bem esquisito. Quando me mudei de lá era uma luta para falar de onde eu era: “Bom, eu nasci em Campinas, mas agora moro aqui, até não sei quando”.

Estou me esforçando de verdade para aprender os nomes das ruas e ando sozinha sempre que tenho oportunidade, isso me faz prestar mais atenção para onde estou indo. Nunca imaginei que fosse precisar aprender a andar na cidade em que nasci.

3 comentários:

Tha disse...

Também...a gente morava 'walking distance'do Domba!! Era nosso caminho da roça haha Entendo rsrsrs Mas acho que eu ainda lembro algo...rs
Saudadessssssssssssssssssss daí!!!

Isabela Bonfim disse...

hehehe, vc aprendeu a dirigir lá, quando voltar não vai precisar reaprender. Bjosss

Tati disse...

Oi Isabela!!
Pode me chamar de Tati sim,,claro!!
Estou seguindo o seu blog também. Vou ler todos os posts.
Ah...o meu eu atualizo todos os dias. Me propus a fazer isso como modo alternativo de terapia!
Entre sempre...hehehe
Beijos,
Tati